domingo, 24 de maio de 2015

CÂNDIDO CORREIA

CÂNDIDO CORREIA - Entardecer mineiro - Óleo sobre tela - 30 x 40 - 2012

CÂNDIDO CORREIA - Entardecer no campo - Óleo sobre tela - 40 x 50 - 2014

Sinto satisfação em divulgar um novo artista, principalmente quando o percebo comprometido com valores essenciais no mundo da arte, tais como disciplina e amor pelo que faz. Chegando agora ao conhecimento de um público maior, principalmente graças ao avanço das comunicações, Cândido Correia vem conquistando seu lugar, com simplicidade, dedicação e sempre apresentando bons trabalhos.


                      

Acima, à esquerda: CÂNDIDO CORREIA - Estradinha da fazenda São Francisco 
Óleo sobre tela - 40 x 30 - 2015
Acima, à direita: CÂNDIDO CORREIA - Trilha iluminada - Óleo sobre tela - 40 x 30
Abaixo: CÂNDIDO CORREIA - Sítio das paineiras - Óleo sobre tela - 20 x 30 - 2011


Nascido na cidade de Duartina, São Paulo, em 18 de abril de 1976, começou a desenhar bem cedo e a se interessar por técnicas diferenciadas do desenho. Somente em 1997, começou a praticar com o óleo quando morava na cidade de Marília, também em São Paulo. À partir daí, conheceu o artista Alexandre Reider, seu grande mestre e sua maior referência. Teve algumas aulas presenciais em seu ateliê e 3 sessões ao ar livre. Fruto desse contato, segundo o próprio Cândido, é que, sempre que possível, encontra com ele para abordar assuntos relacionados à arte ou estreitar a amizade.


CÂNDIDO CORREIA - Reflexos de queimadas - Óleo sobre tela - 18 x 24 - 2013

CÂNDIDO CORREIA - Cachoeira da Fazenda São Francisco - Óleo sobre tela - 30 x 40 - 2011

Além de Reider, inspira sempre em um mestre do passado, Peder Mork Monsted, que é para ele uma das mais seguras referências. Vários artistas brasileiros são também sua fonte de inspiração e referência. Mesmo sendo um funcionário público, no setor de segurança, Cândido Correia encontra tempo para ministrar aulas em seu ateliê e socializar tudo aquilo que aprendeu até aqui. Falamo-nos com regularidade antes de escrever a matéria e percebi que existe nele uma grande generosidade no ato de ensinar e aprender. Não conheço o artista pessoalmente, mas esse ato, em si, já me faz crer que exerce a arte com grande compaixão. Com a mesma felicidade e empolgação com que recebe seu aprendizado, também gosta de dividi-lo com outros. Pesquisas virtuais e em livros, visitas a museus e galerias, sessões em plein air e visitas a ateliês diversos, completam o que considera suas especializações.


CÂNDIDO CORREIA - Pinheiros em Cunha - Óleo sobre tela - 40 x 50 - 2013

Abaixo, à esquerda: CÂNDIDO CORREIA - Galinheiro - Óleo sobre tela
Abaixo, à direita: CÂNDIDO CORREIA - Entardecer - Óleo sobre tela - 22 x 16 - 2013

                     

Exposições e salões de arte estão se tornando uma constância em sua carreira, dos quais não pretende abrir mão, seja para divulgar seus trabalhos ou para manter contato com novos artistas. Nos planos futuros estão também incluídos workshops em cidades diferentes, que são, na visão do artista, uma maneira de aperfeiçoar ainda mais o seu conhecimento e fixar tudo aquilo que aprendeu até aqui.





FONE – (11) 95993-1803