domingo, 18 de outubro de 2015

ANDANÇAS

JOSÉ ROSÁRIO - Catu, antiga Vila de Santana - Óleo sobre tela - 30 x 50 - 2015


A ideia mais uma vez partiu do amigo baiano Naelson Almeida: Fazer uma caminhada ecológica nos arredores da cidade de Catu. E também mais uma vez me deram a honra de ser homenageado com o nome do trajeto. Com direito a mapa e tudo. Então, fizemos assim os planos: eu não só iria participar da caminhada ecológica desse dia 18, como também faria uma pequena exposição na cidade, no dia 20, e mais uma palestra e bate-papo com alunos de escolas da cidade e pessoas da comunidade, nos dias seguintes. A Secretaria de Cultura havia se envolvido e havia inclusive viabilizado minha ida e estadia. Tudo muito perfeito, as malas todas arrumadas, os quadros embalados e um acaso mudou os planos. Uma semana antes de minha ida, eu me intoxiquei com produtos de pintura. Para concluir alguns últimos trabalhos pendentes, usei solventes e secantes, dos quais já havia me afastado há anos, exatamente por causa de intoxicação. Minha ida não foi possível. Não pude estar presente no encontro com os amigos baianos, mas, os planos só foram adiados.





O encontro não se resume apenas a uma caminhada pelo mato, como pode parecer inicialmente. Há todo um preparativo, que é primeiramente o envolvimento em torno de uma causa. É uma caminhada ecológica com apelo cultural. Em momentos do percurso, há paradas para descanso e também momentos de ler e ouvir o que escrevem os escritores da cidade. Como se não  bastassem esses nobres ideais, há a oportunidade do encontro. Para mim, principalmente, seria o primeiro contato não-virtual com meus amigos da Bahia.




Andanças foi o nome escolhido para a exposição que aconteceria na cidade, no período que eu estivesse presente por lá. Uma mostra de 10 trabalhos em pequenos formatos, que havia preparado especialmente para a ocasião, onde levaria cenas de Minas, para o conhecimento dos amigos baianos, em Catu. A mostra também foi adiada, mas, isso é só uma questão de tempo. Ainda faremos nossa confraternização... Mando, por enquanto, algumas imagens de trabalhos que estariam na pequena mostra.

JOSÉ ROSÁRIO
Fim de tarde na Rua Joaquim Garcia, Dionísio
Óleo sobre tela - 30 x 40 - 2015

JOSÉ ROSÁRIO - Um dia de trabalho
Óleo sobre tela - 50 x 60 - 2015

JOSÉ ROSÁRIO - Um "dedim" de prosa
Óleo sobre tela - 25 x 35 - 2015

JOSÉ ROSÁRIO - Curva de rio
Óleo sobre tela - 40 x 50 - 2015


Mesmo com as mudanças nos planos, de última hora, a turma baiana manteve o programa da caminhada e essa ocorreu nessa manhã de sábado, dia 18. Queria estar por aí, andando pelas trilhas de meu nome (quanta honra), conversando pessoalmente com os novos amigos, que há anos venho conhecendo virtualmente, e aproveitando de mais um momento para fazer aquilo que mais gosto: estar em contato com a natureza. Deixo ao Naelson e toda sua turma, um grande abraço. Agradecer imensamente a todos os envolvidos e também aos órgãos públicos da cidade. Dizer que vão ter que esperar só mais um pouquinho, até que eu apareça por lá.



4 comentários:

  1. Evidentemente a arte imita a vida, e não menos quão o uso dos traços naturais de tuas obras e os trajetos dos seus seguidores, que perambulam pela natureza em busca da confirmação lógica do paisagismo impresso em vossas telas... Nos imaginamos como parte integrante dessa harmonia de cores tão surpreendente.
    Parabéns suas obras são belissimas. Esperamos em breve poder admirá-las bem de pertinho!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, Antônio. Infelizmente tivemos o encontro adiado. Não faltará oportunidade.
      E espero que seja o mais breve possível.
      Muito legal a iniciativa de vocês em se encontrarem em torno de um objetivo comum. Faltando bastante disso no mundo, com certeza.
      Um grande abraço a todos!

      Excluir
  2. Boas andanças meu amigo.... belíssimos trabalhos....
    abraços...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vamos caminhando, amigo...
      Um grande abraço!

      Excluir