domingo, 13 de dezembro de 2015

IVAN SHISHKIN

IVAN SHISHKIN - Floresta de pinheiros na Província Viatka - Óleo sobre tela - 78,7 x 107,3

IVAN SHISHKIN - Pinheiros - Óleo sobre tela - 91 x 70,5 - 1866

Poucos artistas dedicaram tanto a uma temática artística, como fez o russo Ivan Shishkin pela paisagem. Em cerca de 40 anos de trabalho, ele produziu centenas de grandes pinturas, milhares de estudos e desenhos e um número incalculável de gravuras. Ele fez isso com tanto envolvimento, que suas obras se tornaram rapidamente símbolos originais da Rússia e o tornaram um dos mais populares artistas daquele país.

IVAN SHISHKIN - Meio-dia, arredores de Moscou
Óleo sobre tela - 111,2 x 80 - 1869 - Galeria Tretyakov, Moscou

IVAN SHISHKIN - Manhã na floresta de pinhos
Óleo sobre tela - 139 x 213 - 1889 - Galeria Tretyakov, Moscou

Ivan Ivanovich Shishkin nasceu em Yelabuga, atual Tartaristão. Era filho de comerciantes locais prósperos, que sempre tiveram propostas artísticas para seus familiares. Tido como pessoas de mentes abertas para seu tempo, apoiaram sem hesitação a carreira de pintor para seu filho. Entre 1852 e 1856, ele estudou na Escola de Pintura e Escultura de Moscou e os 4 próximos anos continuaria seus estudos na Academia de Artes de São Petersburgo. Seu progresso foi rápido e num breve período, conquistou todos os prêmios oferecidos por aquela academia.

IVAN SHISHKIN - Rye - Óleo sobre tela - 107 x 187 - 1878 - Galeria Tretyakov, Moscou

Detalhe

Conquistando 3 anos de estudos em países europeus, com incentivos do governo, estudou com artistas diversos na Alemanha, Suíça, República Checa, França, Bélgica e Holanda. Já um pouco cansado da viagem e decepcionado com as propostas paisagísticas de seus mestres, decidiu retornar para Moscou. Ele tornou-se membro da Academia Imperial de São Petersburgo e viria a ser um professor naquela instituição entre os anos de 1873 e 1898. Foi nesse período, que desenvolveu o programa educacional de pintura paisagística. Amante dessa temática como ninguém, foi um dos precursores para que a paisagem não fosse apenas o pano de fundo para as composições históricas e alegóricas. Determinado, elevou a temática paisagística a um nível nunca antes alcançado.

IVAN SHISHKIN - Velhos carvalhos - Óleo sobre tela - 125 x 195 - 1887

IVAN SHISHKIN - Floresta - Óleo sobre tela - 100 x 74 - 1889

Pela determinação e luta solitária por uma proposta que ainda não havia conquistado inteiramente um grande público, Shishkin foi conhecido por seus contemporâneos como um “velho pinheiro” ou “carvalho solitário”, tamanha era sua resistência e obstinação. Mas, fez isso com tanto amor que os resultados logo vieram. E, ainda em vida, a sua popularidade com a temática paisagística era assustadora.

IVAN SHISHKIN - No parque - Óleo sobre tela - 82,5 x 111 - 1897

IVAN SHISHKIN - Floresta de pinheiros
Óleo sobre tela - 147 x 91 - 1897

Um fato curioso da carreira de Shishkin, é que sua vida conturbada e triste nunca transpareceu em sua obra. Ele casou duas vezes, ficou viúvo duas vezes e também perdeu os filhos desses dois casamentos. No entanto, quando pintava, queria as cenas alegres dos dias que caminhava pela floresta e campos, por isso tinha preferência pelas cenas diurnas, cheias de luz solar. Por uma abordagem primorosa aos detalhes, que muitos críticos contemporâneos consideravam excessiva, alguns de seus trabalhos recebiam duros comentários. Mas, ele não se abalava e mantinha sua proposta.

IVAN SHISHKIN - Rio na orla de uma floresta - Óleo sobre tela - 33,5 x 57,5 - 1882

IVAN SHISHKIN - Um canto de jardim - Óleo sobre tela - 1884


Entre os pintores de paisagens russas, Shishkin foi o expoente mais firme e mais consistente da estética materialista - para descrever a natureza em toda sua pureza, beleza e sem adornos. Seu papel na arte russa não perdeu sua importância, mesmo nos anos que viu a aparência de belas paisagens sendo desenvolvidas por novos nomes como Isaac Levitan, Valentin Serov e Constantin Korovin. Esses artistas, mesmos com propostas estilísticas bem mais arrojadas para seu tempo, flertando todos eles com a corrente impressionista que vinha da Europa, ainda reconheciam em Shishkin o grande alicerce e o maior batalhador para que a temática paisagística conquistasse respeito. A nova geração não deixou de reconhecê-lo como um retratista pensativo e magistral da natureza russa. Shishkin faleceu em seu estúdio, em São Pertersburgo, em 1898, diante de uma tela recém-espichada, prestes a desenvolver um novo trabalho. A pintura russa perdia um de seus mais dedicados artistas.

IVAN NIKOLAJEWITSCH KRAMSKOI
Ivan Shishkin - Óleo sobre tela

4 comentários:

  1. Sou um grande admirador da Arte russa,Isaac Levitan é maravilhoso, embora tenho que concordar: Ivan Shishkin é inexplicável....
    Abração, boas festas, meu Amigo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quando se trata de pintores russos, acho melhor não ir fazendo escolhas, Vidal. São todos excelentes, por natureza.
      Grande abraço!

      Excluir
  2. Uma ela biografia pra quem ama e faz paisagem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pela vinda, LJ Santos.
      Um grande abraço!

      Excluir