quinta-feira, 19 de julho de 2012

JULIANA LIMEIRA


JULIANA LIMEIRA - Instante de beleza - Óleo sobre tela - 60 x 40


As duas últimas décadas foram palco para o ensaio a uma liberdade irrestrita. Muitos artistas, de posse de uma linguagem que revelasse o caos dos tempos atuais, lançaram mão de todos os recursos para chocar, assustar e porque não dizer, espantar muitos amantes da verdadeira arte. Como repórteres de seu tempo, usaram lixo (no sentido real da palavra), sucatas diversas, restos mortais, excrementos e sabe-se lá mais quantos tipos de materiais. Praticaram muitas vezes, com uma competência incrível, a destruição da arte, ou pelo menos daquilo que há de mais nobre nela, a busca da beleza, pelo encantamento e pelo fascínio. Evidente que todas as regras tem suas exceções e não se pode generalizar, em nenhum terreno. Como já disse Olívio Tavares na introdução de um dos melhores livros críticos (O Olhar Amoroso): “O fato é que ficou quase interdito ao artista ter e dar prazer – menos por iniciativa dele, acredito, do que da teoria da arte que o cerca. Instalou-se de permeio uma crise de ofício, fruto do excessivo investimento no século XX nas idéias e conceitos da obra, em discursos e intenções, relegando-se o saber faze-lo a um plano secundário. Tornaram-se ásperos os caminhos que levam à fruição, mesmo que com o risco de frustrá-la. Falta um pouco mais de amor nisso tudo”.

JULIANA LIMEIRA - Delicado perfil
Pastel - 37 x 30

JULIANA LIMEIRA - Em busca
Óleo sobre tela - 30,5 x 22,8

Felizmente há um alento diante de tantas incertezas e mazelas. Em diversas partes do mundo, artistas verdadeiramente comprometidos ainda investem sério em horas árduas de pesquisa, na tentativa de atingirem uma perfeição utópica, e compartilharem o que ainda nos resta de “beleza”, no meio de tantos caminhos e desacertos. Temos, aqui no Brasil, uma jovem artista que trilha por esses caminhos e nos expõe com competência, uma parcela de sua valorosa contribuição para a manutenção de uma arte que continue a encantar e emocionar. Ela se chama Juliana Limeira.

JULIANA LIMEIRA - Mãe e filha - Lápis - 30 x 24

Como um revival dos anos impressionistas, tornou-se uma constante aos artistas figurativos dos tempos atuais, sair a campo e explorar mais de perto o que natureza lhes mostra. Deixam os ambientes introspectivos e sombrios de estúdios e escolas e se deixam guiar pela variedade de efeitos e possibilidades da pintura em plein air. Nessa trilha, Juliana vai buscar amparo nos grandes mestres da pintura norte-americana (Daniel Gerhartz, Jeremy Lipking, Scott Burdick, Quang Ho, Joseph McGurl, Scott Christensen, Frank Serrano, Mary White, David Leffel, Nancy Guzik e Morgan Weistling), com os quais tem reciclado os ensinamentos através de cursos.

JULIANA LIMEIRA - Brasília no horizonte
Óleo sobre tela - 22 x 30

JULIANA LIMEIRA - Praia brasileira - Óleo sobre tela - 65 x 100

Nascida em Brasília em 1978, desde cedo já mostrava uma certa inclinação para as artes plásticas e teatro, vindo a começar os estudos mais sérios com o desenho aos 13 anos de idade. Aos 15, ganha um concurso de desenhos, cujo prêmio era uma viagem para os Estados Unidos. A senha que faltava para penetrar num mundo que já não tinha mais volta. É latente, na fala da artista, uma emoção ao narrar das inúmeras visitas a museus e galerias, dos livros sorvidos com satisfação e dos frutos colhidos de tantos encontros que a jornada já lhe proporcionou. Em 2002, formou-se em Artes Plásticas pela Universidade de Brasília. Pela vida, a formação continua...

JULIANA LIMEIRA - Rendeira - Óleo sobre tela - 65 x 100

Trabalha em desenhos e pinturas (de preferência o óleo) e com eles explora paisagens naturais e urbanas, figuras humanas e cenas da vida. Vários estilos, de várias épocas, influenciam os trabalhos de Juliana na produção de um trabalho realista, com uma leitura para os tempos atuais.

JULIANA LIMEIRA - Primavera - 40,7 x 30,6

A artista vem de uma exposição recente em São Paulo e já se prepara para novas oportunidades. Também ministra aulas de desenho e pintura em seu atelier, em Brasília.

JULIANA LIMEIRA - Jardim Botânico, Rio de Janeiro
Óleo sobre tela - 24 x 17


PARA SABER MAIS:

16 comentários:

  1. Belos trabalhos... a JULIANA LIMEIRA realmente nos encanta, seus trabalhos são maravilhosos... parabéns meu amigo, bela matéria!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como sempre, muito bom vê-lo por aqui, Vidal.
      Grande abraço, amigo!

      Excluir
  2. Fui - e logo voltarei a ser - aluno da Ju em Brasília. As aulas são muito agradáveis; era um momento da minha semana em que eu curtia arte, filosofia e um cafezinho muito gostoso rsss.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As aulas tem mesmo essas particularidades. E vamos ficando meio família com os alunos, sem perceber já são quase de casa.
      Obrigado pela vinda, agradeço também pela Juliana!

      Excluir
    2. Obrigada, Rogério! Grande abraço!

      Excluir
  3. Nova e de muito talento meus parabens,Jose esta chegando abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim Isaque, quase lá...
      Abraço e obrigado por passar aqui!

      Excluir
  4. É edificante ver o reconhecimento do talento de nossos amigos mais queridos. Não pela amizade, mas como o resultado de seu esforço e dedicação, que temos a honra de acompanhar. Parabéns à Juliana, pela obra, e ao José Rosário, pela sensibilidade do texto. Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lacombe, muito obrigado pela vinda e pelas considerações.
      Grande abraço!

      Excluir
  5. Prezado José Rosário, a tempo que deveria ter postado o meu comentário sobre esta brilhante artista que é a Juliana Limeira. No entanto, fui impossibilitado de fazê-lo à época por problemas no meu computador, por isso o faço agora mesmo que tardiamente. Considero a Juliana uma ótima pintora, onde o seu lema a meu ver é estar sempre atualizada e buscando sempre o aprimoramento da sua técnica com os maiores artistas da atualidade em todo o mundo. Sem dúvida nenhuma Zé, esta jovem artista já está inserida nesta nova safra de grandes Artistas Brasileiros. Um abraço, José de Jesus.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá José de Jesus, fico agradecido pelos seus comentários e também o faço em nome de Juliana.
      Um grande abraço!

      Excluir
  6. Incrível o trabalho da Juliana. Me apaixonei por cada pintura vista aqui. A luz, os detalhes..
    Enfim, não há o que contestar. Parabéns!!
    Sou um Pernambucado que ama desenhar e ler esse blog só me inspira ainda mais a estudar, pintar
    e desenhar..cada vez mais.
    José Rosário você está de parabéns pela iniciativa de compartilhar tantas coisas valiosas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Moisés. Tenho certeza que Juliana também se sentirá agradecida.
      Grande abraço e obrigado por vir!

      Excluir