domingo, 27 de março de 2016

HARRY ANDERSON

HARRY ANDERSON - Vão e ensinem a todas as nações

HARRY ANDERSON - Jesus ensinando as pessoas

Não é por coincidência que deixei para hoje, no domingo de Páscoa, para publicar sobre a obra e vida de Harry Anderson. Poucos artistas souberam, em todos os tempos, narrar a trajetória da vida de Jesus Cristo com tanta poesia e beleza. Os trabalhos sobre a vida de Cristo, elaborados principalmente para a Igreja Adventista do Sétimo Dia, representam o ponto alto da obra de Harry Anderson, e fizeram dele um artista consagrado e um dos mais respeitados ilustradores americanos. Todas as ilustrações dessa matéria serão obras sobre a vida de Jesus.

HARRY ANDERSON - O que aconteceu com sua mão?

Em 1944, Anderson e sua esposa entraram para a Igreja Adventista do Sétimo Dia. Um ano depois, a pedido de organizadores da igreja, ele fez sua primeira pintura de Jesus. A pintura de Anderson, retratando Jesus com crianças modernas, foi acusada de blasfêmia por muitas pessoas da época, mas acabou por ser impressa no programa de publicação da igreja, após um desejo da filha do editor, pois ela era a modelo sentada no colo de Jesus. Representações como aquela, trazendo Jesus para uma ambientação moderna, acabaram se tornando bastante populares. A partir desse momento, Anderson dividiu seu tempo entre ilustrações comerciais e religiosas. Ele fez cerca de 300 peças com temas religiosos para a Igreja Adventista do Sétimo Dia.

HARRY ANDERSON - A entrada triunfal em Jerusalém

HARRY ANDERSON - Jesus rezando no Getsêmani

HARRY ANDERSON - A crucificação de Jesus Cristo

Harry Anderson nasceu a 11 de agosto de 1906 em Chicago, no estado americano de Illinois. Foi em 1925, quando tinha a intenção de ser um matemático, enquanto frequentava a Universidade de Illinois, que Anderson descobriu a sua vocação para o desenho e pintura. Apenas em 1927, ele começa a frequentar a Escola de Arte Siracuse, em Nova York, com o apoio do amigo artista Tom Lovell. Ambos tinham uma preferência especial para evoluírem dentro das Artes Clássicas.

HARRY ANDERSON - O batismo de Jesus

HARRY ANDERSON - Jesus convocando os pescadores

HARRY ANDERSON - Cura dos enfermos

Não eram tempos fáceis aqueles. A Grande Depressão, que teve seu ápice em 1929, deixava a vida difícil para todos, em qualquer atividade. Foi em 1931, que Anderson se formou e entrou no mercado de arte num de seus momentos mais críticos. Mas, em um ano ele já tinha ganhado o suficiente para se controlar e fazer novos planos para sua carreira. Conseguiu isso ilustrando para campanhas publicitárias em diversas revistas. No final daquele ano, ele já estava de volta a Chicago e já começava a construir uma carreira de respeito e com várias encomendas.

HARRY ANDERSON - Jesus abençoando as crianças

HARRY ANDERSON - Maria e O ressuscitado

HARRY ANDERSON- A ascensão de Jesus

Anderson casou-se com Ruth Huebel, em 1940. Ela era uma funcionária de seu edifício e posou para vários trabalhos seus naquela ocasião. Foi assim que se conheceram. Trabalhar com Haddon Sundblom, em seu estúdio, também foi muito proveitoso para Anderson. Ele tinha influências no mercado e Anderson soube aproveitar muito bem delas.

HARRY ANDERSON - Jesus Cristo ordenando os apóstolos

A década de 1960 foi relativamente especial na vida de Anderson. Foi nela que iniciou uma parceria com a Exxon Oil (Esso), fazendo vários trabalhos para ela. Foi também nessa década, que ele foi contratado para fazer uma série de trabalhos para a Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias (Igreja SUD). Uma de suas primeiras cenas, fez sucesso imediato em um pavilhão da igreja, exibida numa exposição mundial em Nova York, em 1964. Tratava-se de uma cena de Jesus ordenando seus apóstolos. Após o sucesso imediato daquela apresentação, ele fez mais diversos trabalhos para a Igreja SUD. Muitos desses trabalhos foram ampliados e são hoje exibidos na Praça do Templo de Visitas e no saguão do Edifício de Escritórios da Igreja, em Salt Lake City, no estado de Utah. Quase todas as capelas e templos dessa igreja, em todo o mundo, utilizam dessas imagens em suas decorações, além de serem amplamente divulgadas em materiais impressos e on-line.


                                   
HARRY ANDERSON - Referência fotográfica para trabalhos

Centro de Visitas Mormon, em Salt Lake City, Utah

O artista não limitava aos temas religiosos e comerciais. Também produziu diversas obras com temas da vida do oeste americano, para galerias e coleções particulares. Dedicou praticamente todos os anos das décadas de 1970 e 1980 para isso. Ao longo de sua carreira, recebeu inúmeras premiações e no ano de 1994, foi incluído no Society os Illustrators Hall off Fame, uma espécie de Hall da fama da ilustração americana, um dos mercados mais concorridos para esse tipo de trabalho. Naquele momento, ele se juntava a nomes consagrados como Norman Rockwell, James Montgomery Flagg e NC Wyeth.

Harry Anderson faleceu a 19 de novembro de 1996, aos 90 anos de idade. É um dos nomes de maior respeito na arte dos Estados Unidos.



8 comentários:

  1. Sempre fui admirador destas cenas, em especial: Jesus Cristo ordenando os apóstolos, a maneira da imposição das mãos me impressiona...
    Amigão como sempre: felicidades!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já havia visto algumas cenas do Anderson há mais tempo, mas nunca havia me profundado numa pesquisa sobre o artista. Surpreendi bastante com tudo que vi.
      Grande abraço, Vidal.
      Uma ótima semana!

      Excluir
  2. Respostas
    1. Sim, LJ Santos. E quero voltar a falar nele novamente. Há muito que admirar em seus trabalhos.
      Grande abraço e obrigado pela vinda!

      Excluir
  3. Interessantíssimo a obra deste artista Zé ! vou realizar uma reeleitura moderna da sua obra...Abraço Fraterno !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, legal! Depois poste para podermos ver.
      Obrigado pela vinda e grande abraço!

      Excluir
  4. Parabéns José Rosário, tenho avaliado os trabalhos do Harry Anderson bem como de Aldo Locatelli. Este último é sensacional. Ambos recomendado a mim pelo Alexandre Reider, pelo fato de eu estar fazendo alguns trabalhos para uma Igreja. Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Excelentes indicações do Reider. Acrescente também na lista o Tom Lovell, outro excelente ilustrador.
      Grande abraço e obrigado por vir!

      Excluir