domingo, 16 de outubro de 2016

CARL HASCH

CARL HASCH - Um rio na montanha em Hamsau - Óleo sobre tela - 63 x 82

CARL HASCH - Motivo do sul - Óleo sobre tela - 76 x 110,5 - 1880

CARL HASCH - Paisagem alpina com cachoeira - Óleo sobre tela - 80 x 110

Entre os anos de 1815 e 1848, desenvolveu-se em vários países da Europa Central uma corrente estética que ficou conhecida como Período Biedermeier. Entre tantas especialidades, esse movimento prezava principalmente em retratar uma visão sentimental e piedosa do mundo, de uma forma realista. A preservação das tradições, principalmente no que se refere à simplicidade, era o ponto alto dessa corrente. Vários campos artísticos sofreram influência desse movimento, a citar a literatura, a música, as artes visuais e o desenho de mobiliário para interiores. Com o final das guerras napoleônicas, algumas expressões artísticas se encontravam num momento de paz, e resolveram explorar esse período. O retorno às tradições e a valorização do que era bucólico e simples duraria até o início das primeiras revoluções europeias, que começariam em meados do século XIX.

CARL HASCH - Vista de Dachstein
Óleo sobre tela colada em painel - 41 x 31

CARL HASCH - Paisagem com figura - Óleo sobre cartão - 42 x 55 - 1871

A pintura austríaca, em especial, teve uma forte influência desse retorno às tradições, no Período Biedermeier. A arte era simples, com valorização dos costumes tradicionais de cada localidade. Artistas como Ferdinand Georg Waldmüller foram um dos principais expoentes da pintura nesse período, e daria para a Áustria uma boa reputação no campo artístico daqueles tempos. Sua arte ainda é muito apreciada em vários países da Europa Central. A sua temática, bem como de vários artistas do momento, não se prendia ao passado, muito pelo contrário, preocupava em retratar o momento presente e valorizá-lo, sobretudo. Era uma arte que não tinha nenhum engajamento político e social a defender. Falava do povo, suas tradições e tudo que elas significavam para ele.

CARL HASCH - Monte Portofino, próximo a Nervi - Óleo sobre tela - 19 x 34

CARL HASCH - Paisagem de montanha com caçador
Óleo sobre tela - 100 x 73

CARL HASCH - Hallstätter Salzberg - Óleo sobre tela - 17,5 x 35,5 - 1882

Carl Hasch não foi um dos maiores expoentes desse movimento em seu país, até porque começou sua fama como artista quando o movimento já entrava em declínio, mas, hoje seu nome é lembrado e valorizado pela boa produção que desenvolveu naqueles anos. Ele explorou sua terra natal, principalmente no que se tocava à paisagem luxuriante que tanto o admirava. E fez isso com competência, criando uma espécie de “modo” Hasch de representar montanhas e rios. A consagração como paisagista respeitado se deu em 1873, quando participou da Exposição Mundial de Viena com uma bela cena paisagística alpina.

CARL HASCH - Um córrego na montanha - Óleo sobre tela - 41 x 57,5 - 1882

CARL HASCH - Um caçador - Óleo sobre painel - 31,5 x 24,5 - 1897

CARL HASCH - Motivo do Tirol - Óleo sobre tela - 60 x 87 - 1896

Carl Hasch nasceu em Viena, a 8 de novembro de 1834, embora alguns registros insistam em dar seu nascimento na cidade italiana de Como. Prodígio nos desenhos, cursou a Academia de Viena de Artes logo cedo. Assim que se formou, fez um longo período de viagens, que se iniciou pelos Alpes austríacos, parte da Riviera francesa, norte da Itália, Suíça e terminou na Bélgica. Nessas viagens, fez uma série de apontamentos, que abrangiam desde estudos a lápis a pequenos esboços em óleo, captados em plein air.

CARL HASCH - Kalvarija, Eslovenia - Óleo sobre tela - 1883

CARL HASCH - Vista do Lago Bled - Óleo sobre cartão - 24 x 37

Hasch era um pintor atento e muito cuidadoso no trato com suas obras. Tinha um olhar seletivo e curioso, retratando as suas obras como um clima que lembrava cenas românticas do século anterior, mas que ele sempre incorporava com composições e motivos realistas de sua época. Sua reputação de bom artista e importante valorizador de seu país natal, proporcionou a ele tornar-se membro da Künstlerhaus, em Viena. Construído entre os anos de 1865 e 1868, o Viena Künstlerhaus é um edifício de exposição desde essa época, que também abriga atualmente outras atividades artísticas, como o Festival de Cinema de Viena. Foi nesse edifício, que Hasch comercializou grande parte de suas obras.

CARL HASCH - Paisagem com torrente e serração - Óleo sobre tela - 52 x 68 - 1897

CARL HASCH - Paisagem romântica - Óleo sobre madeira - 29 x 46,5

CARL HASCH - Vista em Pustertal - Óleo sobre tela - 37 x 46 - 1897


Hasch passou praticamente toda sua vida assim, saindo a campo para captar motivos e se refugiando em seu estúdio em Viena, para realizar seus trabalhos inspirados nos frutos de suas viagens. Amante de sua terra natal, preocupou-se em exaltá-la, até os seus últimos anos de produção. Ele faleceu ali mesmo, em Viena, no dia 1º de abril de 1897. Várias coleções de seu país, tanto públicas quanto particulares, abrigam orgulhosamente seus trabalhos.

CARL HASCH - Noite em Lakeside - Óleo sobre tela - 58 x 87,5

CARL HASCH - Um rio gelado na montanha - Óleo sobre tela - 30,5 x 41,9

4 comentários:

  1. excelente matéria e muito bem ilustrada, como sempre!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pela vinda LJ Santos.
      Grande abraço!

      Excluir
  2. Impressionante! grandioso paisagista, suas paisagens tem um toque diferente... belíssimo!
    Grande matéria...
    Sucessos meu amigo !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente belíssimo!
      Grande abraço, Vidal e obrigado por vir!

      Excluir