sábado, 11 de março de 2017

AUGUST WILHELM LEU

AUGUST WILHELM LEU - Matterhorn - Óleo sobre tela - 122 x 164

AUGUST WILHELM LEU - Montanha - Óleo sobre tela - 110 x 148

AUGUST WILHELM LEU - Gebirgssee - Óleo sobre tela - 53 x 69

August Wilhelm Leu nasceu no dia 24 de março de 1818, na cidade alemã de Münster. Aos 22 anos de idade ele se ingressou na Academia de Düsseldorf, principalmente com o propósito de desenvolver os estudos em gravura. Mas, uma vez naquela instituição, acabou deixando-se influenciar enormemente pelo seu mestre Johan Wilhelm Schirmer, de quem herdou o gosto pela pintura de paisagens, especialmente o estilo romântico desse gênero.

AUGUST WILHELM LEU - Paisagem com fiorde norueguês - Óleo sobre tela - 73,5 x 103,5

AUGUST WILHELM LEU - Cena de montanha - Óleo sobre tela - 108 x 149 - 1869

Uma vez que decidira explorar o tema paisagístico, saiu à procura de locais exóticos e poucos explorados, por isso mesmo, viajou ostensivamente nessa missão, para a Noruega, entre 1843 e 1847, e posteriormente para a Suíça, Tirol e Itália, antes de finalmente se estabelecer em Berlim. Lá, tornou-se um membro honorário da Academia de Berlim e, além disso, trabalhou como professor. Também se tornou membro das Academias de Viena, Amsterdã e Bruxelas. Leu é mais conhecido por suas interpretações românticas dos Alpes, os fiordes e os lagos. Suas representações de água cintilante e luz solar são particularmente impressionantes.

AUGUST WILHELM LEU - Vista do Königssee - Óleo sobre tela - 73 x 103,5 - 1850

AUGUST WILHELM LEU - Uma cena nas montanhas
Óleo sobre tela - 107 x 149

AUGUST WILHELM LEU - Dia ensolarado num fiorde norueguês
Óleo sobre tela - 90,5 x 126 - 1862

Típico da Escola de Dusseldorf, as suas paisagens são adicionalmente decoradas com figuras suplementares. Para recordar, uma das temáticas mais executadas pelos seguidores da Escola de Dusseldorf era a de paisagens. E ela se distinguia bastante de outras escolas, especialmente por executar paisagens com um refinamento especial no detalhamento final de seus trabalhos. Todos os artistas seguidores dessa escola também tinham uma preferência por temas extravagantes e fantasiosos, quase sempre explorando uma temática histórica ou religiosa através de suas composições. A pintura em plein air era praticada por praticamente todos os seus membros, que viam no exercício ao ar livre, a melhor maneira de se integrar os aprendizados de estúdio com os objetivos finais que desejavam. Também possuíam uma paleta bem característica. Embora tivesse grande gosto pela pintura ao ar livre, Leu gostava mesmo era de executar obras em grandes dimensões, em seu ateliê.

AUGUST WILHELM LEU - Nas sombras dos Alpes - Óleo sobre tela - 90,2 x 126,3 - 1860

AUGUST WILHELM LEU - Paisagem de montanha
Óleo sobre tela - 84,5 x 66 - 1858

AUGUST WILHELM LEU - Paisagem do fiorde com geleiras e renas
Óleo sobre tela - 84 x 129 - 1896

As representações de Leu sobre a paisagem norueguesa aumentaram o interesse público pelos estudos sobre a natureza alemã. Recebeu a medalha de ouro prussiana para a arte e recebeu menções honrosas em 1855, 1863 e 1878 na Feira Mundial de Paris. Hoje, as belas paisagens românticas de Leu são altamente colecionáveis.

AUGUST WILHELM LEU - Vista do Wengerenalp em Eiger e Mönch
Óleo sobre tela - 81 x 100 - 1865

AUGUST WILHELM LEU - Fiorde de Hardanger
Óleo sobre tela - 58,5 x 82,5

AUGUST WILHELM LEU - Vista de uma paisagem alpina - Óleo sobre tela - 1896


Seu filho, August Leu, recebeu as instruções de arte por ele e também se tornou um conhecido pintor de paisagens e animais. August Wilhelm Leu faleceu no dia 20 de julho de 1897, na cidade suíça de Seelisberg.

AUGUST WILHELM LEU - Figuras próximo a um lago nas montanhas
Óleo sobre tela - 81 x 113 - 1872

AUGUST WILHELM LEU - O Hintersee em Berchtesgaden com vista para o Mühlsturz
Óleo sobre tela - 72 x 97

AUGUST WILHELM LEU - Paisagem matinal numa montanha da Noruega
Óleo sobre tela - 95 x 139 - 1846

2 comentários:

  1. Fabuloso!!! uma viagem, grandioso!
    Amigo, um grande abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu, Vidal. Obrigado mais uma vez pela vinda!

      Excluir