quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

MAURO FERREIRA

MAURO FERREIRA - Tardinha mineira
Óleo sobre tela - 70 x 100

MAURO FERREIRA - Ilha da Boa Viagem, Niterói
Óleo sobre tela - 46 x 75

Um dos pontos fortes da paisagem brasileira continua sendo mesmo a variedade. Diversidade que se manifesta não apenas no relevo e na vegetação, mas principalmente na incrível variedade de ecossistemas que existem por aqui. Afinal, não é todo país que tem o privilégio de abrigar em seu território, ecossistemas tão ricos como a floresta amazônica, pantanal, mata atlântica, cerrado, pampas e caatingas. Além é claro de um imenso litoral, bastante diversificado em sua estrutura. Utilizar desses recursos e criar uma linguagem pictórica que represente a cara do país é um dos desafios constantes de muitos artistas que por aqui produzem suas obras. Mauro Ferreira faz parte desse time.


MAURO FERREIRA - Paisagem - Óleo sobre tela - 50 x 70

MAURO FERREIRA - Riacho na Zona da mata, MG
Óleo sobre tela - 46 x 75

MAURO FERREIRA - Peão solitário - Óleo sobre tela - 46 x 75

A paisagem foi a primeira manifestação artística realizada em nossa terra, quando por aqui esteve Franz Post, pouco mais de cem anos depois de o país ser descoberto. Com a vinda da Família Real e a chegada da Missão Francesa, avançou-se bastante, na busca de conseguir uma técnica que tivesse a linguagem do país. Durante todo o século XIX essa procura se fez incessante, e mais ao final dele, grupos como os liderados pelos Irmãos Grimm, ascenderam um pouco mais o nível de nossos pintores paisagistas, produzindo nomes tão importantes quanto Batista da Costa, Antônio Parreiras e tantos outros.


MAURO FERREIRA - Manhã em um recanto mineiro
Óleo obre tela - 46 x 68

MAURO FERREIRA - Recanto de Gragoatá, Niterói
Óleo sobre tela - 46 x 75

É exatamente de Batista da Costa, que Mauro Ferreira guarda uma influência difícil de ser desmembrada. Pelo colorido, pela temática e acima de tudo, pela identidade com uma paisagem genuinamente brasileira, ainda que seus coloridos e efeitos nos remetam às escolas européias. Aluno de Edgar Walter, foi certamente com ele que nutriu esse gosto por representar nossas montanhas, nossos rios, estradas e praias. Que pode estar em Minas, no Rio ou onde o seu desejo de caminhante possa lhe permitir estar. Com uma técnica apurada, desenho coerente e colorido harmonioso, faz de sua arte, ainda que realista, um convite para se apreciar e excitar críticos e admiradores de tempos atuais. Poucos artistas conseguem tanta unanimidade.


MAURO FERREIRA - Arredores de Conselheiro Lafaiete,MG
Óleo sobre tela - 46 x 75

MAURO FERREIRA - Estação da Ribeira, Espírito Santo
Óleo sobre tela - 55 x 80

MAURO FERREIRA - Enseada de Charitas
Óleo sobre tela - 46 x 75 - 2009

Mauro Ferreira nasceu em Belo Horizonte, Minas Gerais, em 1958. Foi o gosto pelos trabalhos de épocas anteriores, sempre referenciados nas figuras de mestres passados, que nunca lhe fez perder o contato com a arte. O aprendizado se formou com o auxílio de livros de arte, principalmente. Com 21 anos de idade começou a participar da Feira de Artes de Belo Horizonte, quando essa ainda se dava na Praça da Liberdade. Logo foi descoberto por galeristas e rapidamente teve seus trabalhos reconhecidos, não só a nível de críticos, mas também de colecionadores e leigos.


MAURO FERREIRA - Carro de boi
Óleo sobre tela - 70 x 60

MAURO FERREIRA - Fumaceira, Estação de Betim, MG
Óleo sobre tela - 50 x 80

MAURO FERREIRA - Igreja de São José, Rio de Janeiro
Óleo sobre tela - 46 x 75

Como afirmou Cláudio Valério Teixeira: “Mauro Ferreira é daqueles artistas que se isolam no tempo. Muitos dizem que sua pintura já foi realizada, que pertence à outra época, e que por isso não espelha o mundo atual. Mas depois que a arte passou por tantas experiências, quando hoje a visualidade conjuga diversos sentidos e todos os caminhos formais, mais do que nunca é necessário estar aberto para todas as vertentes que a pintura possa nos surpreender, e esse é o caso de Mauro Ferreira, na impossibilidade de ficarmos alheios diante de suas obras”.


MAURO FERREIRA - Praia do Leme
Óleo sobre tela -70 x 100

MAURO FERREIRA - Praia do Pepê
Óleo sobre tela - 20 x 30


Continuará, certamente, na representação das cenas que mais identifiquem a nacionalidade de nossa paisagem. E que continuem assim, impecáveis como sempre foram.



SAIBA UM POUCO MAIS:

9 comentários:

  1. Mestre José, que bom que existem pessoas como você...o Mauro é simplesmente demais... valeu meu amigo, por mais um show!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu também pela sua presença, Raimundo.
      Um grande abraço, amigo!

      Excluir
  2. Olá! Boa Tarde José Rosário!
    Vim te visitar e agradecer pelas 2 indicações dos blogs de poesia, os conheci e gostei do que li! ^^
    Ah.. e a respeito das maravilhosas pinturas do Mauro Ferreira, eu não o conhecia (nem as conhecia), excelente indicação sua (novamente!Rs..

    Curto muito suas sugestões!
    Fica em paz! Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Legal que tenha gostado das indicações.
      Assim como você, há muita gente fazendo coisas boas por aí!
      Abraço!

      Excluir
  3. Valeu José... Agora só falta mesmo o Florêncio, dos mineiros que eu admiro. Obrigada por mais essa aula, e fica a sugestão.
    Abraços.

    Marília, de Sabará-MG

    ResponderExcluir
  4. Marília, conversei com ele outro dia. Será uma das próximas matérias, garanto.
    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  5. Olá José Rosário, boa noite!
    Sou o Henrique de Freitas,de Igarassu-PE.
    Sou um admirador das artes plásticas, em especial óleo sobre tela. Estou fazendo um curso de pintura. Gosto de paisagens, e achei muito legal o material de Mauro Ferreira.

    Ah! também gosto muito do seu trabalho.

    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Henrique, fico grato por passar aqui.
      Um grande abraço, amigo!

      Excluir
  6. Parabéns artistas, cada uma mais linda do que a outra.Fico muito feliz de ver artistas mineiros produzindo tão belas obras.

    ResponderExcluir